Stay ahead.

Questions & Order Inquires: news@brazilpost.org

24/7 live support: +1(310)270-7492

832 Hilgard Avenue, Los Angeles, CA

Copyright © 2020 Brazil Post

CONFIANÇA E CREDIBILIDADE. DUAS COISAS DE FÁCIL QUEBRA E DIFÍCIL RECONSTRUÇÃO: A LUTA DIÁRIA DA ARGENTINA

 

ARGENTINA
PIB: US$ 638 bi (º21)
PIB per capita: US$ 11.6k (50º)
População: 45 milhões (31º)
IDH: 0.84 (40º)

ESTADOS UNIDOS
PIB: US$ 18.6 tri (1º)
PIB per capita: US$ 59.5k (7º)
População: 326 milhões (3º)
IDH: 0.92 (13º)

Desde sua independência em 1816, a Argentina já deixou de pagar suas dívidas soberanas 8 vezes. A maior delas, em 2001, de US$ 100 bilhões, e a mais recente em 2014. O país aparece no indesejado ranking de maiores inadimplentes do mundo, composta majoritariamente por países latinos, incluindo o Brasil. 

Além do histórico comprometedor, a fragilidade econômica argentina não contribui para a atração de investidores e retomada do PIB, que já foi o 9º maior do mundo. Durante o século passado, apresentava a  melhor qualidade de vida do continente e o país era conhecido como a Europa da América do Sul. 

A situação no entanto foi decaindo. O país não se modernizou a ponto de avançar além de mero produtor agropecuário e com baixo valor agregado. O pobre parque industrial e a manipulação de indicadores econômicos pelos últimos governos dos Kichners desvalorizaram a moeda, mergulhando o país em uma crítica inflação.

modificação dessa realidade é a grande obsessão do novo governo liberal de Macri, que com grande determinação e emprego de medidas "amargas e impopulares", como aumento de impostos, tem buscado deixar para trás as mazelas do passado.